por -
Avalie esse post

banner-estoque-360

Afinal, os restaurantes podem doar comida ou não? Qualquer empreendedor ligado a esse mercado com certeza se faz essa pergunta, afinal a doação em si não deixa de estar atrelada ao desperdício: o que não for consumido ou repassado a alguém automaticamente acabará no lixo, representando também a perda de dinheiro.

Pensando em responder essa pergunta de uma forma mais clara, criamos um guia com os principais tópicos que você deve conhecer a respeito desse assunto.

Veja cada um deles a seguir.

Entendendo o que está por trás da permissão de doação por lei

Se há um fato que contribui para que a dúvida em relação à doação seja constante é o de que não existe, até a publicação desse artigo (agosto de 2019), nenhuma lei definitiva sobre o assunto.

Por outro lado, não havendo lei que proíba a doação, também não existe nenhuma que a permita, mas sim determinações que exigem que o doador seja o responsável por qualquer dano que o alimento doado causar a quem o consumiu. Ou seja: mesmo não tendo a intenção de causar mal a alguém, se surgir algum mal estar quem deve se responsabilizar é o próprio restaurante, o que acaba por inibir, e muito, a vontade de doar, até mesmo por conta de consequências legais.

Não faltam, porém, projetos de lei que visam mudar esse quadro, tirando a responsabilidade do doador, aumentando o número de doações e, assim, diminuindo o número de pessoas que não têm o que comer no país, pois nem todos estão ao alcance dos Bancos de Alimentos.

Voltaremos a falar sobre as questões legais daqui a pouco, mas fica aqui um exemplo de projeto de lei nesse sentido que aguarda aprovação: o Projeto de Lei nº. 8.874/2017, sobre o qual você pode saber mais nessa matéria da Fecomercio.

Acredita-se, portanto, que os restaurantes podem doar comida

O que se conclui com o atual contexto é que os restaurantes podem doar comida sim, mas desde que estejam abertos a arcar com as possíveis consequências e a respeitar todas as determinações da Anvisa, como:

  • Fazer a doação em no máximo um dia;
  • Respeitar a temperatura de armazenamento;
  • Não doar nada que tenha sido exposto (como nos casos dos restaurantes por quilo).

Mas, mesmo sendo regras simples a serem seguidas, muitos donos de restaurante preferem não fazer a doação, enviando toda e qualquer sobra para o lixo, o que nem sempre precisa acontecer.

No caso dos alimentos que foram expostos, por exemplo, de fato há a obrigatoriedade do descarte, o que obviamente também envolve a comida que sobrou nos pratos dos clientes, mas o que é preparado e armazenado corretamente na cozinha também acaba sendo jogado fora, consumido pela equipe do restaurante ou, no máximo, doado a alguns moradores de rua. Mas esse último caso, infelizmente, é o menos recorrente.

Entenda melhor essa relação entre descarte e doação nesse artigo da Superinteressante.

Um exemplo do que está sendo feito fora do Brasil

Para os donos de restaurante que se sentem inseguros mesmo sabendo que podem fazer a doação de comida, uma boa ideia é adotar iniciativas que já foram implantadas em outras partes do mundo e têm tudo para dar muito certo, ajudando até mesmo o meio ambiente.

Uma delas é a adoção da compostagem (que, inclusive, já está presente em alguns restaurantes brasileiros), e outra é a doação do que foi produzido em excesso para fazendas e outros locais que possam utilizar o alimento como adubo.

Interessante, não é mesmo?

As duas iniciativas já são realidade em Austin, cidade do Texas (Estados Unidos), atendendo à chamada Portaria Universal de Reciclagem, que determina ainda que os funcionários dos restaurantes sejam educados no sentido de reduzir o desperdício.

Saiba mais nesse artigo do Ciclo Vivo.

O que já é feito no Brasil e você pode fazer em seu restaurante

Além de alguns casos de adoção da compostagem, também temos no Brasil muitos empreendedores que entendem que os restaurantes podem doar comida e, com isso, firmam parcerias com ONG’s e instituições para doar alimentos produzidos a mais ou que não serão utilizados e podem ser consumidos sem danos à saúde.

A boa notícia é que também existem soluções tecnológicas criadas para aproximar as duas partes (quem deseja doar e quem precisa da doação) em poucos cliques, de forma extremamente prática, como é o caso do aplicativo Comida Invisível.

Com ele, tanto pessoas físicas quanto pessoas jurídicas, como seu restaurante, podem fazer doações e contribuir para que as toneladas de comida jogadas fora diariamente diminuam cada vez mais. Vale dizer, inclusive, que essa iniciativa acaba até mesmo funcionando como um diferencial positivo para o seu negócio, pois muitas pessoas se sentem indignadas por saber que estabelecimentos diversos ligados à alimentação fora do lar colocam no lixo, todos os dias, muita coisa que poderia matar a fome de alguém.

Você pode conhecer tudo sobre o Comida Invisível clicando aqui, e inclusive há um texto completo e explicativo sobre a questão legal, abordada no início desse artigo.

Pense, também, em evitar o desperdício em seu restaurante

Tais doações, que agora você sabe que pode fazer, se tornam necessárias em dois casos: quando sua cozinha produz mais do que deveria, e quando percebe-se que alguns itens do estoque serão perdidos, pois foram comprados a mais e não serão utilizados.

Para evitar que isso aconteça, desenvolva uma gestão focada também em evitar o desperdício, com foco nesses pontos:

O PADRÃO DE VISITAS NO SEU RESTAURANTE

A fim de identificar quantas pessoas recebe por dia e o quanto elas consomem, para que a equipe da sua cozinha tenha uma média de produção para trabalhar.

E O CONTROLE DO ESTOQUE

Afinal, um controle bem feito é fundamental para que você saiba o volume de compras que deve fazer em relação a cada insumo, justamente para garantir que cada unidade será utilizada.

Portanto, agora que você já conheceu nesse guia os principais pontos sobre doação de comida e sabe que pode doar, busque entender melhor seu estoque, para garantir o mínimo de desperdício possível.

O Treinamento Estoque 360º foi criado para te ajudar nessa tarefa, e pode ser conhecido clicando no banner abaixo.

Se ficarem dúvidas, fale com a nossa equipe.

banner-estoque-360