por -
Avalie esse post

banner-estoque-360

A ficha de controle de produção para restaurantes é mais um dos documentos que todo empresário que possui um estabelecimento desse tipo deve trabalhar, mas infelizmente nem todos possuem o conhecimento necessário sobre ele. Muitos, por sinal, nem mesmo sabem que essa ficha existe, e com isso deixam de ter excelência no controle geral do negócio.

Esse também é o seu caso?

Se sim, não se preocupe: nesse artigo preparamos um tutorial com tudo o que você precisa saber para colocar a ficha de controle de produção em ação no seu restaurante.

A ficha de controle de produção é diferente da ficha técnica

A primeira coisa que você deve saber é que a ficha de controle de produção não é a mesma coisa que a ficha técnica, sendo importante não confundir as duas, pois cada uma possui uma finalidade distinta.

Como já abordado em alguns dos nossos artigos, como o que consta nesse link, a ficha técnica visa o auxílio da produção, ou seja: deve ser utilizada por você e sua equipe como forma de tornar a produção de cada prato ou drink padronizada, garantindo a excelência de cada pedido entregue ao cliente.

Nela constam, por exemplo, informações como a receita em si e a forma exata de empratamento.

O que é a ficha de controle de produção para restaurantes e qual a sua importância

Já a ficha de controle de produção para restaurantes tem como foco, como seu próprio nome sugere, ajudar a controlar tudo o que diz respeito à produção como um todo, e não de uma receita específica. Pode-se dizer que ela é basicamente uma “prima” da ficha técnica.

ficha-de-controle-de-producao-para-restaurantes

Mas, embora diferentes, ambas se complementam, afinal para que a ficha de controle de produção seja utilizada corretamente ela deve considerar todo o processo, como mencionado acima, e isso inclui tudo o que ocorre desde a compra dos ingredientes até o momento da venda em si. E, para que a venda possa ocorrer como esperado, é fundamental que se trabalhe corretamente também a precificação de cada item produzido, o que só é possível através da ficha técnica.

Mas a importância da ficha de controle de produção para restaurantes vai muito além, pois com ela você consegue, ainda, ter total controle sobre tudo o que é desperdiçado em sua cozinha, não sendo à toa que existe também a ficha de desperdício, para que ambas sejam trabalhadas juntas.

E fica aqui uma pergunta muito importante:

Você sabia que precisa documentar TUDO o que é desperdiçado em seu negócio?

Muitos empreendedores da alimentação fora do lar não sabem, e acabam afetando diretamente os lucros por conta disso.

Outros fatores que estão ligados à ficha de controle de produção

O controle de desperdício sem dúvidas diz respeito à ficha de controle de produção, bem como a compra de insumos, que dá início a todo o processo.

Mas na hora de documentar cada item produzido, você sabe como proceder? E após a produção, o que mais considerar? Para responder a essas perguntar vamos aos outros fatores que fazem parte do uso da ficha:

A PRODUÇÃO EM SI

Sim, já falamos dela diversas vezes até aqui, porém é importante reforçar que, durante a documentação, você não deve se esquecer de colocar informações como o que foi produzido e qual a quantidade exata.

E isso vale tanto para pratos de fato prontos quanto para suas composições.

O USO DE UM SISTEMA DE CONTROLE

Embora muitos restaurantes prefiram partir direto para a venda após a produção, não podemos negar a relevância de um software para auxiliar no controle, ou mesmo um sistema baseado em planilhas.

Já esse controle diz respeito basicamente à comparação entre o que foi feito na cozinha e o que realmente chegou até o cliente. Por exemplo: se sua equipe produziu 10 pratos específicos, será que todos eles foram para o salão? Se não foram, que fim tiveram? A quantidade será suficiente para atender todos os pedidos? Quantos pratos estão sendo feitos em determinado período? Durante o expediente, quando que é preciso alertar a equipe para produzir mais unidades?

Trata-se de uma parte do processo que antecede a venda, mas em nenhum momento a atrapalha. Muito pelo contrário: tem apenas a contribuir com o seu lucro.

A PRÁTICA DA AUDITORIA

E, claro, a prática da auditoria não poderia ficar de fora desse tutorial, então anote também essa dica para não esquecê-la.

Auditar, nesse contexto, significa confrontar o que foi produzido com o que consta em seu software/sistema de controle, e essa é uma atividade que não precisa necessariamente ser feita todos os dias.

Entenda melhor sobre esse ponto e todos os outros que mencionamos até aqui no vídeo abaixo:

O controle de estoque é fundamental para o sucesso de um restaurante

Como é possível notar, o uso da ficha de controle de produção para restaurantes está diretamente ligado ao controle de estoque, e isso pode ser notado uma vez que esse uso visa controlar o desperdício e fazer contagens comparando o que foi produzido com o que consta no software ou planilha de sua escolha.

Com isso é possível identificar o que está sendo feito de cada ingrediente comprado, otimizando ainda mais o seu dinheiro.

Mas você deve estar se perguntando: como, afinal, fazer com que todo esse processo funcione corretamente?

Nossa dica, nesse caso, é que você conheça o Treinamento Estoque 360º, que aborda de forma profunda tudo o que foi ensinado nesse artigo, além de outros pontos, como a realização de inventários e escolha correta de fornecedores.

É através desse treinamento, também, que você terá acesso a planilhas poderosas para que o seu negócio alcance o sucesso, incluindo a ficha de controle de produção e a ficha de controle de desperdício. Quer saber mais sobre todos os módulos e materiais de apoio dos quais poderá desfrutar? É só clicar no link acima ou no banner abaixo.

Caso fique com qualquer tipo de dúvida, não deixe de entrar em contato para conversar com a nossa equipe. Já ajudamos centenas de donos de restaurante pelo Brasil, e com certeza poderemos te ajudar também.

banner-estoque-360