por -
Como calcular preço de venda dos pratos do restaurante
5 (100%) 1 vote

como-criar-um-cardapio-curso

Você sabe como calcular preço de venda dos pratos do restaurante de forma CORRETA? Esse é um desafio imenso para muitos empreendedores, mesmo aqueles que já estão há muito tempo na estrada, mas não precisaria ser uma tarefa tão difícil, sabia? Com as ferramentas certas e, principalmente, deixando cair por terra alguns “mitos” é possível chegar aos preços ideais em poucos passos.

Quer saber mais e começar a calcular os preços de venda dos seus pratos de forma assertiva?

Então nos acompanhe até o final desse artigo.

Antes de partir para qualquer cálculo é preciso entender o que NÃO fazer

Como dissemos acima, para descobrir como calcular preço de venda dos pratos do seu restaurante é muito importante evitar que alguns mitos estejam presentes no dia a dia da sua gestão.

Estamos falando de atitudes que devem ser evitadas a qualquer custo quando se quer descobrir os preços reais a serem trabalhados. Ou, em outras palavras, estamos nos referindo ao que você NÃO deve fazer se realmente quer vender cada prato pelo preço correto.

Veja abaixo:

SE BASEAR NA CONCORRÊNCIA

Podemos nos “inspirar” na concorrência em diversos pontos, mas para calcular preço de venda definitivamente isso não deve ser feito.

O motivo? Muito simples:

O preço de venda de um prato, ou de diversos pratos, deve ser baseado completamente na realidade do SEU restaurante. Os custos que você tem com a compra de insumos, por exemplo, definitivamente não serão iguais aos que os restaurantes vizinhos têm, portanto não queira colocar algo a R$10,00 só por que o restaurante vizinho trabalha esse preço: ele provavelmente fez estudos que o levarão a isso, considerando a realidade DELE.

Se não fez, deveria fazer o quanto antes.

SE BASEAR NO “ACHISMO”

Você ACHA que determinado prato deveria ser vendido por um valor X?

ACHA que poderia lucrar muito mais, diminuindo alguns preços?

Pois bem: DEIXE DE ACHAR!

Isso pode parecer um tanto cruel de ser dito, mas acredite: se basear no “achismo”, novamente sem fazer estudos e sem considerar fortemente a realidade do seu negócio não te levará ao preço IDEAL para cada prato que você vende.

ACREDITAR QUE EXISTEM 100% DE LUCRO SOBRE AS VENDAS

Por fim, outra coisa que você deve evitar é acreditar que terá 100% de lucro sobre uma venda realizada.

Esse é, de longe, um dos maiores mitos que existem nos negócios voltados para alimentação (e talvez na maioria dos negócios, independente do mercado). Isso por que só é possível alcançar essa porcentagem quando não se tem custo de produção, por exemplo, e bem sabemos que no que diz respeito a um restaurante esse custo existe, ligado a muitos outros.

Aliás, vamos falar um pouco sobre eles abaixo.

Como calcular preço de venda dos pratos do restaurante: quais pontos devem ser levados em consideração

Sim, você pode ter ótimos lucros, uma porcentagem consideravelmente alta. Mas, como colocado acima, não espere atingir 100% de lucratividade.

Você já parou para pensar em todos os custos que você tem durante um mês? Cada um deles representa uma pequena porcentagem que irá “comer” parte desses sonhados 100%, é inevitável, por isso é importante saber quais são esses custos e quanto eles representam.

São eles:

CUSTOS FIXOS

Aqui entram diversas despesas que mexem com seu caixa mês a mês e que são realmente fixas.

Alguns exemplos são:

  • Pagamento do salário dos colaboradores;
  • Pagamento de energia elétrica;
  • Pagamento de internet;
  • Pagamento da mensalidade de algum software contratado, entre outros.

DESPESAS VARIÁVEIS

Aqui, ao contrário do ponto anterior, entram as despesas que não são fixas, mas que influenciam no seu lucro todo mês.

Como:

  • Pagamento das taxas de cartão de crédito relacionadas às vendas;
  • Reparos em equipamentos que apresentem problemas;
  • Comissões pagas em campanhas de venda.

CUSTOS DE PRODUÇÃO

Cada ingrediente que você utiliza pra produzir um prato conta como custo de produção, por menor que ele pareça ser. Afinal, foi preciso manter o estoque em dia para a produção de fato acontecer, não é mesmo?

E aqui já adiantamos outro erro não mencionado anteriormente, que é o de considerar APENAS esses custos dos pratos em si para calcular o preço ideal.

Agora imagine que cada um desses três custos/despesas represente uma porcentagem específica em relação ao lucro total, os tão sonhados 100%. Faça as contas e poderá perceber o motivo de jamais poder lucrar exatamente o que gastou.

Entenda exatamente como isso acontece no vídeo abaixo:

O preço certo só pode ser descoberto com a ajuda da ficha técnica

Mas que fique claro que queremos realmente te ensinar a como calcular preço de venda dos pratos do restaurante e não te desanimar, por isso focamos tanto em mostrar o que compõe esse preço. Dessa forma você poderá trabalhar com os pés no chão, sem esperar por números que não irão surgir.

Feito isso, vamos a outro ponto que é essencial para que a precificação em seu restaurante seja trabalhada de forma inteligente: a aplicação da ficha técnica.

Se você nem ao menos ouviu falar dessa ferramenta até hoje, definitivamente precisa parar um pouco para reorganizar seus processos, pois estamos falando de algo que irá ajudar a definir os padrões em sua cozinha, agindo automaticamente sobre seus lucros.

Por exemplo: você já sabe que existem os custos de produção relacionados a determinado prato. No que diz respeito a uma macarronada você terá que utilizar o macarrão em si, molho, temperos… Mas já parou para pensar que se sua receita não for padronizada, a cada produção poderá gastar mais ingredientes do que deveria, aumentando o custo?

No Treinamento Cardápio Vendedor você aprenderá a evitar esse erro, aplicando a ficha técnica em cada receita, criando padrões e chegando à precificação ideal. Além disso, também irá aprender a aplicar a engenharia de cardápio, transformando seus cardápios em verdadeiras armas de persuasão e venda.

Quer saber mais a respeito? É só clicar no link acima, onde também estão os depoimentos de alunos que em pouco tempo puderam ver seus restaurantes transformados com nossas aulas.

Não deixe de dar esse passo agora que você já sabe como calcular preço de venda dos pratos do seu restaurante, e se tiver qualquer dúvida é só entrar em contato.

como-criar-um-cardapio-curso